17.1.09

Relato Inesperado

Não pretendia inicialmente que isso fosse nenhum tipo de relato sobre meus dias, mas não sou exatamente eu que decido o que vou escrever, entao aí vai.
Ultimamente me sinto engolido por várias circunstâncias e sentimentos misturados . Minha cabeça tem pensado coisas capazes de quebrar meu equilíbrio, e meu coração tem me sufocado, de forma que eu mesmo perco a consciência dos meus dias. E nessa mistura de pensamentos e sentimentos, circunstâncias e acontecimentos tem aparecido em momentos pouco oportunos. E me sinto... triste, eu acho [? não sei].
E então, como em poucos e raros momentos de luz, paro pra por ordem em mim mesmo. E descubro que as coisas não têm sido ruins, pelo contrário, muitas coisas gostosas e preciosas me vem acontecendo e nem percebo. Tenho sido guiado por caminhos tortuosos mas necessários e eu, na minha profunda ingratidão, me vi reclamando.
Pedi perdão.
Percebi que não preciso me sentir alegre pra me sentir bem, e que estar triste não é errado (afinal, em algum momento eu tinha que ficar triste - embora não seja nada grave MESMO, coisa um pouco boba, se pensarmos direito - e quando ficamos tristes conseguimos aproveitar e perceber melhor os momentos felizes). Também vi que não devo ridicularizar aquilo que me afeta (e quase fiz isso nesse mesmo texto), mas criar algumas distrações (como trabalho, que veio muito a calhar...) pra não precisar ficar pensando nelas é bom.
Vai tudo passar um dia na vida (até aprópia vida), tanto coisas boas quanto ruins, e outras virão tomarão seus lugares. Mas levo sempre comigo... Vou reformular: Sou levado sempre por aquele que nunca mudou e nunca passará, e que nas mais pequenas coisas (como na música que tenho vontade de ouvir no momento, e de alguma forma ela toca em algum lugar) vem cuidando de mim - e os meus momentos mais obscuros de desespero se passam quando esqueço disso- além de ser beeem paciente.
Já sinto tudo melhor. :)

Um comentário:

  1. se todos os dias fossem de felicidade talves agente não valorizasse tanto, talves agente não pudece conhecer realmente pessoas e refletir sobre a vida, que mesmo cheia de dogmas, podemos tentar entender (:
    mas tenha certeza que nesses momentos angustiantes, além de distrações, Dele, você ainda está cercado por pessoas que te amam e estão dispostos a te ajudar.
    [é mellon, vc tem sorte, tem varias pessoas que gostam e se preocupam contigo]

    belo blog que não fui avisada, né? ¬¬'' HAHA
    e meeeu, que vocÊ se torne o mais proximo do tolkien, só brasileiro.
    te amo, letrista!

    mellon.

    ResponderExcluir