3.1.09

Propósitos

Certos dias, prefiro ficar só em casa. Mas não fico. Por algumas razões: tendo minha família compromissos, de alguns não consigo escapar, e também por que normalmente iremos pra algum lugar com boa comida \o/.
Já falei que gosto de ser surpreendido?
Pois é, sempre quando ia em lugares assim, que não tinha muita expectativa de conhecer as pessoas, passava pela minha cabeça "mas, e se eu encontrar alguém lá, e viver uma das maiores aventuras da minha vida" (diga-se de passagem que nunca aconteceu, pra decepção de alguns). Nunca encontrava essa pessoa, mas digo que em algumas vezes encontrei coisas melhores.
Sei que estamos ""destinados"" (considerem as quatro aspas) a passar por algumas coisas, que não entendemos de início (ou talvez nunca), mas são peças importantíssimas para a construção do seu caráter, seus gostos, medos, afinal, de quem você é! Gosto de me ver num livro, sendo escrito por um grande Autor, que comenta tudo aquilo que vejo, sinto, as cores, os sons e as emoções (mesmo não sabendo distingui-las ao certo). E como todo grande autor, Ele faz seu personagem passar por coisas que a princípio não tem a menor importância (uma palavra, um gesto, um acontecimento, um lugar, qualquer coisa), mas uma vez avançadas as páginas do livro, aquilo seria... magnificamente cheio de significado.
Considere-se agora num livro, sendo escrito pelo melhor Autor já visto: agora sinta a sensação de que a qualquer momento, virá o melhor momento da sua vida. Seja surpreendido.

3 comentários:

  1. Adoro uma boa leitura!!

    Por isso, obrigada. :)

    ResponderExcluir
  2. sabe?
    eu sempre me sinto assim.


    adorei

    ResponderExcluir
  3. Isso é tão verdadeiro!
    Como este texto é de 2009, suponho que você esteja adulto agora, assim como eu (a idade indica, mas não acredito que eu seja) mas este sentimento não desgruda da mente até hoje.
    Da onde vem isso?
    Enfim, gostaria sim, de ser surpreendida pelo Autor. Continuar a ser. Mesmo adultos, não devemos pensar que temos todo o controle que desejamos. Ainda bem que existe um Autor!

    ResponderExcluir